Buscar
  • Samuel Pedrini

Qual A Diferença Entre Os Lubrificantes Mineral, Sintético E Semissintético?



Os lubrificantes são um dos produtos mais importantes na indústria automotiva. Eles ajudam a manter seu carro funcionando sem problemas e evitam o desgaste do motor. Existem muitos tipos diferentes de lubrificantes, cada um com suas próprias propriedades exclusivas. Nesta postagem do blog, vamos dar uma olhada nos diferentes tipos de lubrificantes e seus usos.


Os lubrificantes são um dos produtos mais importantes do mundo. Eles são usados em tudo, desde motores de automóveis até dobradiças de portas. Sem lubrificação, muitas coisas não funcionariam corretamente ou não funcionariam. Os lubrificantes ajudam a reduzir o desgaste em superfícies metálicas e também podem ajudar a reduzir o ruído.

Nos motores a combustão ajudam a manter o motor limpo, evitando o acúmulo de depósitos de carbono. Eles também ajudam a proteger contra o desgaste, além de reduzir o atrito e melhorar a eficiência do combustível. Os lubrificantes nos carros ajudam a reduzir o atrito entre as peças móveis, principalmente as peças do motor que precisam de lubrificação que incluem o virabrequim, as bielas e os anéis do pistão. Esse atrito reduzido ajuda a melhorar a eficiência de combustível, bem como reduz o desgaste das peças do motor. Sem a lubrificação adequada, essas peças se triturariam umas contra as outras e criariam muito atrito, o que levaria ao superaquecimento e, eventualmente, causaria grandes danos ao motor. Os lubrificantes também podem ajudar a proteger contra ferrugem e corrosão.


Quais funções dos lubrificantes nos motores a combustão?


Diminuição do atrito


A primeira função do óleo é diminuir o atrito entre as partes móveis do motor. Em um motor, existem centenas de peças móveis trabalhando juntas. Se não houvesse óleo para lubrificá-los, o atrito entre essas peças faria com que o motor superaquecesse e, eventualmente, quebrasse. O óleo reveste as peças e cria uma barreira entre elas, reduzindo a quantidade

de atrito e evitando o desgaste prematuro das peças.


O Lubrificante cria uma fina camada entre as partes metálicas em contato umas com as outras, reduzindo a fricção. Quanto maior a resistência do filme do lubrificante, menor será o risco de desgaste nas peças do motor (e consequentemente também sua longevidade). Todos os tipos de óleo hoje têm um bom desempenho nesse aspecto.

Existem diferentes tipos de lubrificantes disponíveis no mercado, cada um adequado para uma finalidade específica.


Resfriamento do motor


A segunda função do óleo do motor é resfriar o motor. Embora o trabalho principal de resfriamento seja realizado pelo radiador e pelo sistema de resfriamento, o óleo do motor também ajuda a manter o motor resfriado. À medida que circula pelo motor, ele absorve o calor de diferentes partes e o leva para ser resfriado por outras áreas do sistema de resfriamento, assim impedindo que a temperatura se eleve demais, a ponto de levar o motor a fundir. Trata-se de atividade essencial principalmente no caso da junta do cabeçote que com altas temperaturas queimam.

Os lubrificantes automotivo ajudam na dispersão do calor, suavizam o funcionamento das peças do motor e ainda protegem contra o desgaste. Quanto maior a resistência do lubrificante, menor será o risco de problemas nas peças do carro. Atualmente, todos os tipos de óleos oferecem um bom desempenho nesse aspecto.


Ajuda na Limpeza


A função do lubrificante é proteger o motor suspendendo pequenas partículas de sujeira e detritos no óleo para que possam ficar presas pelo filtro de óleo. Algo que muitas pessoas não sabem é que o óleo também age na limpeza do motor. Quando você troca o óleo, toda essa sujeira e detritos acumulados são eliminados com o óleo antigo. Ao fazerem a troca do produto, é comum a cor escura no oleo antigo, vale explicar que durante o funcionamento do motor, há um acúmulo natural de impurezas, como fuligem de combustão e resíduos de desgaste de peças, que precisam ser diluídas pelo líquido para ser removidas na troca do óleo.

Limpeza Por fim, o óleo do motor limpa o interior do motor à medida que ele circula. Ele pega sujeira e detritos ao redor do motor e o carrega para ser filtrado mais tarde.

Se a Limpeza não fosse executada, seu motor ficaria entupido com detritos e sujeira, o que levaria a uma diminuição no desempenho e, eventualmente, à falha do motor.


Inibe a corrosão


Os subprodutos gerados na decomposição (queima) do combustível podem ocasionar a corrosão de superfícies metálicas internas do motor Esses subprodutos, particularmente os ácidos, também podem promover a formação de depósitos de lodo e verniz. Os óleos com aditivos inibidores de corrosão ajudam a proteger as superfícies metálicas dos efeitos corrosivos desses subprodutos.

Lubrificantes com aditivos de controle de depósito ajudam a manter essas superfícies limpas, o que pode resultar em maior economia de combustível. Reduz o desgaste


Durante partidas a frio ou em baixas temperaturas, o combustível não queimado entra no cárter e dilui o óleo. Esse óleo diluído não fornece lubrificação adequada para os componentes do motor, levando a um maior desgaste durante a partida. Os óleos com melhoradores do índice de viscosidade mantêm sua viscosidade em baixas temperaturas melhor do que os óleos sem eles, proporcionando melhor proteção durante partidas a frio.” Nesse contexto, o óleo lubrificante desempenha papel fundamental, ajudando a inibir os processos corrosivos por meio de aditivos em sua composição.


Tipos de lubrificantes…


Existem três tipos principais de óleo de motor automotivo: mineral, sintético e semissintético.

Para entender melhor, confira, agora, algumas das funções que os óleos sintético, semissintético e mineral!


Óleo semissintético


Um lubrificante semissintético é uma mistura de óleos sintéticos e minerais. Eles são projetados para fornecer o melhor dos dois mundos em termos de proteção e desempenho. Esse tipo de óleo de motor oferece alguns dos benefícios de ambos os tipos de óleos, mas não é tão eficaz quanto qualquer um por si só. A principal vantagem de usar um lubrificante semissintético é que ele pode ajudar a prolongar a vida útil do seu motor, protegendo-o do desgaste. Eles também tendem a ter um desempenho melhor em climas frios do que os óleos minerais, tornando-os uma boa opção para dirigir no inverno.


Também conhecido como óleo composto, esse é um tipo de lubrificante obtido a partir da utilização de uma base de origem mineral ou sintética enriquecida com diferentes aditivos, os quais são responsáveis por conferir à solução novas características, tornando-a ainda mais eficiente.

O óleo de motor semissintético é mais barato que o óleo de motor sintético, mas mais caro do que o óleo de motor convencional dando uma vantagem de preço em relação ao sintético.


Óleo mineral


O óleo mineral é o tipo de óleo de motor mais comum e menos caro. É feito de petróleo bruto que foi refinado e depois destilado. Esse tipo de óleo de motor oferece boa proteção em temperaturas mais baixas, mas quebra mais rapidamente do que outros tipos quando exposto a altas temperaturas. Este óleo originado a partir do refino do petróleo. Esse é um tipo de produto que conserva grande parte das suas características naturais, como é caso da sua composição irregular, que deriva justamente do fato de ser mais “puro”, o que o torna menos durável, devendo ser substituído em intervalos menores.


Óleo sintético


O óleo de motor sintético é feito de produtos químicos à base de petróleo que são projetados para resistir à quebra melhor do que os óleos convencionais em altas temperaturas. Esse tipo de óleo de motor também flui melhor em temperaturas baixas do que os óleos convencionais e pode ajudar a melhorar a economia de combustível, reduzindo o atrito dentro do motor. No entanto, os óleos sintéticos são mais caros do que os óleos convencionais.


Esse é um tipo de óleo que tem com característica principal o seu alto desempenho. O óleo sintético, como o próprio nome indica, é sintetizado (fabricado) a partir de processos químicos controlados e de fórmulas desenvolvidas artificialmente, pensadas para oferecer diferentes atributos ao óleo.

De forma geral, óleos sintéticos têm uma performance superior, além de uma maior durabilidade — o que é uma característica muito importante, principalmente quando se pensa na lubrificação de motores de veículos. Apesar das vantagens, ele é mais caro.


Quais são os benefícios de usar um lubrificante à base de sintético? Os lubrificantes de base sintética oferecem proteção superior para o seu motor, pois são projetados para suportar temperaturas e pressões mais altas. Eles também tendem a durar mais do que os óleos minerais ou semissintéticos, então você não precisará trocar com tanta frequência.


Existe alguma diferença entre óleos de motor sintéticos e regulares? Embora ambos os tipos de óleo de motor sejam feitos de petróleo, os óleos sintéticos passam por um processo de refinamento mais extenso. Isso resulta em um produto de maior qualidade que resiste melhor à quebra em altas temperaturas.


Quais são as diferenças entre eles?


O óleo mineral é o tipo de óleo de motor mais barato e é derivado do petróleo. Não dura tanto quanto os óleos sintéticos ou semissintéticos e precisa ser substituído com mais frequência. O óleo mineral também não protege seu motor em temperaturas extremas.

O óleo sintético é feito pelo homem e projetado para durar mais do que o óleo mineral, proteger melhor seu motor em temperaturas extremas e melhorar a economia de combustível. É mais caro que o óleo mineral, mas não precisa ser substituído com tanta frequência.


O óleo de motor semissintético é uma combinação de óleos sintéticos e minerais. Ele compartilha muitos dos benefícios do óleo sintético, mas não é tão caro.


O tipo de óleo ou lubrificante que você usa em seu carro depende do clima, das condições de direção e até da idade e marca do seu veículo.


Existem diferentes tipos de óleos de motor, cada um projetado para fins específicos. Por exemplo, o óleo de motor semissintético é uma boa escolha para a maioria dos motoristas; os óleos de motor sintéticos fornecem proteção superior contra desgaste; os óleos de motor mineral são projetados especificamente para carros mais antigos; e assim por diante.


A melhor maneira de determinar qual tipo de óleo de motor é adequado para o seu carro é consultar o manual do proprietário ou falar com um mecânico qualificado.


Durabilidade


A moderna a composição química dos óleos sintéticos e semissintéticos conta como ponto positivo quando o assunto é durabilidade esses óleos podem proteger seu motor contra desgaste por mais tempo, principalmente em motores de alto desempenho que são os carros mais modernos.


Com menos impurezas do que os oleos mineiras, os lubrificantes sintéticos e semissintéticos tendem a ser menos corrosivos, assim uma menor oxidação das peças.

Eles também são melhores para altas e baixas temperaturas. Seu carro dará partida mais facilmente em climas muito frios, por exemplo, e não superaquecerá tão rapidamente em climas quentes.


Eficiência


Os lubrificantes de origem mineral tendem a apresentar uma eficiência menor porque eles têm maior viscosidade. Isso significa que eles não podem lubrificar tão bem, portanto, não são ideais para aplicações de alto desempenho. No entanto, eles ainda são bons para uso geral e tendem a ser mais baratos. O óleo mineral, na prática, atende muito bem às

necessidades de motores mais antigos.


Qual a eficiência dos lubrificantes semissintético?


Os lubrificantes semissintéticos são uma mistura de óleo mineral e óleo sintético. Eles têm as propriedades de ambos os óleos, por isso são mais resistentes à degradação e podem lidar com temperaturas mais altas. Eles também têm boas

propriedades de clima frio.


Os lubrificantes sintéticos têm maior eficiência devido à sua menor viscosidade. Isso os torna ideais para aplicações de alto desempenho em que os lubrificantes minerais teriam dificuldades. Eles também resistem à quebra melhor do que os óleos minerais, fazendo com que durem mais. No entanto, os óleos sintéticos são mais caros.

Motores modernos já demandam óleos com características específicas. Por essa razão, os óleos sintéticos e semissintéticos acabam saindo na frente.


Outra dica os óleos sintéticos foram desenvolvidos pela primeira vez para uso em motores de aeronaves, que operam sob temperaturas e estresse muito mais altos do que os motores de automóveis. Por causa disso, eles tendem a ter melhores propriedades lubrificantes do que os óleos minerais. Eles também não quebram tão rapidamente em altas temperaturas, para que possam fornecer melhor proteção ao seu motor a longo prazo.


Viscosidade


O óleo mineral é o que apresenta maior viscosidade dos três lubrificantes mais comuns usados atualmente. A vantagem é que para carros mais antigos, que tem motores mais simples, ele trabalha bem, mas para motores modernos onde necessita menor viscosidade ele pode comprometer o funcionamento do motor e suas partes internas. Outro detalhe importante, oleos com mais viscosidade como o mineral eles tendem a proporcionar mais formação de borra.


O próximo nível mais alto é o óleo sintético, que tem uma viscosidade menor do que o óleo mineral. A viscosidade mais baixa dos três tipos de óleos de motor é a mistura sintética, que, como você pode imaginar pelo nome, é uma mistura dos outros dois tipos de óleos.

Detergentes Por ser menos viscoso, os óleos sintéticos e semissintéticos tendem a proporcionar uma formação menor de borras, evitando o entupimento de dutos.

Quais são as viscosidades de um lubrificante mineral?

As viscosidades mais comuns para um lubrificante mineral são o 20W50. Um óleo de motor 20W-50 é tipicamente usado em veículos mais antigos ou em climas particularmente quentes.


Quais são as viscosidades de um lubrificante semissintético?

As viscosidades mais comuns para um lubrificante semissintético são 5W-30 e 10W-30.


Quais são as viscosidades de um lubrificante sintético?

As viscosidades de um lubrificante sintético são 0W-30, 5W-30 e 10W-30.


Resíduos


Outra diferença entre os óleos mineral, sintético e semissintético diz respeito à geração de resíduos no motor os óleos mineral por ser um óleo mais natura, por ter uma base de menor qualidade, tendem a deixar mais resíduos no motor, assim precisam ser limpos periodicamente, enquanto os óleos sintéticos e semissintéticos não quebram no motor, então não há resíduos.


O óleo semissintético, por conter em sua mistura óleo de origem mineral, também tem uma tendência em gerar borra no motor, só que de uma forma bem reduzida, pois se trata de um composto.


Os óleos sintéticos são projetados para minimizar a formação de depósitos do motor e, como resultado, produzir menos desperdício.

observar que à medida que o motor trabalha, o óleo é submetido a uma série de modificações, seja pela alta temperatura, seja pela alta pressão. Assim, é natural que, com o passar do tempo, ele perca suas propriedades e gere alguns resíduos. Mas com uma quantidade bem menor, sendo assim um dos seus diferenciais.


Qual o Custo-benefício do óleo sintético, semissintético e mineral?


O principal benefício do óleo sintético é que ele dura mais. O óleo semissintético também tem uma vida útil mais longa do que o óleo mineral, mas não tanto quanto o óleo sintético. O óleo mineral é a opção mais barata e precisa ser trocado com mais frequência - geralmente a cada 5.000Km .


Quais os benefícios do óleo mineral?

O óleo mineral é um lubrificante testado e comprovado. Ele tem sido usado em motores há gerações. É também a opção mais barata, tornando-a uma escolha popular para proprietários de automóveis preocupados com o orçamento.

Quais são os benefícios do óleo sintético?

O óleo sintético é projetado para suportar temperaturas mais altas e degradação melhor do que o óleo mineral. Como resultado, ele tem uma vida útil mais longa de 15.000Km.

Na maioria dos casos, ele pode durar até um ano ou 20.000Km sem ser alterado. Isso se deve à sua capacidade superior de resistir a altas temperaturas e degradação


Quais são os benefícios do óleo semissintético?

O óleo semissintético está em algum lugar entre os óleos minerais e sintéticos. É mais caro que o óleo mineral, mas não tão caro quanto as opções sintéticas. como o óleo sintético, os semissintéticos podem suportar altas temperaturas sem quebrar tão rapidamente. Esses óleos geralmente têm uma vida útil de cerca de 10.000 a 15.000Km .

quais os benefícios do óleo semissintético?

6 visualizações0 comentário